CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

"Ciranda Bailarina" (Chico Buarque)

Mais uma vez após 15 dias de recesso não-forçado, Monica e eu voltamos ao blog para escrever sobre um tema bem mais ameno do que os últimos que antecederam as eleições: o Dia das Crianças.

A idéia que tínhamos era postar textos politizados até a semana das eleições e depois coisas mais leves, mas como não postamos na semana da votação, voltamos a postar agora na semana das crianças e a partir de semana que vem, voltamos aos textos mais “cabeludos”.

Devo avisar que temas lúdicos nunca foram o meu grande forte e falar sobre o as crianças e seu dia, é um grande desafio, mas creio que não devo falhar, porque até pouco tempo acreditava que o feriado de 12 de outubro era por causa do dia das crianças e não por causa da padroeira do Brasil.

A música escolhida para este post é “Ciranda da Bailarina”, maravilhosa composição letrada por Chico Buarque, musicada por Edu Lobo e fantasticamente regravada por Adriana Partimpim.

Mudando brevemente de assunto, acho um crime, as eleições sempre serem realizadas no mês das crianças, principalmente, porque na política todo mundo tem unha encardida e dente com comida, só a bailarina que não tem.

No país do futebol e das maracutaias, todo mundo comete pecado assim que acaba a missa, quer dizer... Todo mundo que não seja mais criança, e infelizmente andamos perdendo nossa inocência muito rapidamente num país onde criança aprende a ser adulto vendendo bala no sinal e não indo à escola. E se todo mundo tem marca de bexiga ou vacina, tem piriri, tem lombriga e tem ameba, só a bailarina que não tem.

Não vim escrever este texto para criticar nada, vim apenas deixar meu lado mais lúdico falar, não quero esbravejar nada contra ninguém, quero apenas dizer que a coisa mais humana que temos a fazer nestes tempos, que para se candidatar à vaga de herói é preciso falar inglês aos 10 anos de idade (mas para ser deputado não precisa saber ler e escrever), quem não tem medo de subir, medo de cair e medo de vertigem? A bailarina, ela não tem.

Existe coisa mais linda nesse mundo do que uma criança feliz? O sorriso de uma criança é uma porta para o céu, e adulto nenhum tem o direito de roubar a inocência dos pequenos, e se o padre pode até ficar vermelho, se o vento levantar a batina e se reparando bem todo mundo tem pentelho. Só a bailarina que não tem.

Todas as crianças deveriam ser como a bailarina, quer dizer... Não aquela bailarina que está em cima do palco e não tem calcinha meio velha ou sujo atrás da orelha, e sim aquela que vai de mãos dadas com a mãe pra aula e só se vestiu de bailarina porque gosta e não se importa se a roupa não tem nada a ver com o momento, ela é feliz, e é isso que importa, afinal, quando crescemos e envelhecemos não é isso que procuramos?

Todo mundo tem que ter remela quando acorda às seis da matina, bigode de groselha e um irmão meio zarolho. Porque sala sem mobília, goteira na vasilha e problema na família, mais cedo ou mais tarde, todo mundo tem... Quer dizer, todo mundo menos a bailarina, já que nem primeiro namorado ela tem. Vai ver porque desde cedo ela tinha uma agenda tão cheia que não deu tempo de ser criança.

By Eduardo

Link da Letra:

http://letras.terra.com.br/chico-buarque/85948/

1 comentários:

Nine disse...

Essa Bailarina perfeita, está longe de existir, mas fiz um simbolismo com a inocência conservada do universo infantil. É isso que mais se aproxima da perfeição da bailarina, pois tendo um coração inocente, não importa se ela tem remela, se ronca e por aí vai. Belo texto. Doce e saudosista. Fiquemos sempre atento às respostas das crianças...te amo!